Tecnologia

Quer ajudar um gatinho? Ponha seu PC para minerar moedas digitais

Quem gosta de gatos ou é simpatizante das causas em favor desses animais pode ajudar a salvar várias vidas felinas doando tempo de processamento de seus computadores para minerar moedas digitais (criptomoedas). A proposta é da plataforma CatCoins, criada pelo estúdio digital Huia para a ONG paulistana Adote um Gatinho.

Para participar, os interessados devem acessar o site www.catcoins.com.br e clicar no botão “Mineirar agora”. A partir daí é possível acompanhar o valor das moedas sendo mineradas. O usuário pode minimizar essa aba e continuar trabalhando normalmente enquanto o processo acontece no bastidor. Mesmo que deixe o computador sem uso, o processamento ocioso da máquina poderá continuar a ser utilizado para a captura das moedas se a janela não for fechada.

Segundo a Huia, todas as moedas digitais serão computadas em uma conta destinada à Adote um Gatinho, que receberá o valor arrecadado, convertido em reais, periodicamente. Se quiser, o usuário também poderá doar diretamente para a ONG, em bitcoins, acessando o site. É a primeira vez que uma ação de arrecadação de fundos para uma causa no Brasil inclui mineiração de moedas digitais.

“Pensamos em pedir de forma transparente que as pessoas ajudassem a minerar moedas digitais para uma causa do bem. Porque não usar a memória ociosa dos computadores das pessoas para arrecadar recursos para uma ONG que faz um trabalho sério como a Adote um Gatinho? Foi a partir disso que surgiu a CatCoins”, diz Alessandro Cauduro, CEO do Huia e apaixonado por tecnologia e gatos.

Como se trata de uma experiência, a Huia e a Adote um Gatinho não sabem dizer ainda quanto poderão captar de recursos, mas o projeto está no ar e campanha da CatCoins não tem data para terminar. “Como é fácil de participar – basta clicar um botão –, tem potencial para conquistar muita gente e se transformar em algo bastante relevante”, diz Cauduro.

A ideia de usar memória ociosa de computadores para minerar moedas digitais não é nova, mas causou polêmica recentemente quando o site Pirate Bay levantou a ira dos usuários ao usar sem avisar os computadores de quem visitou seu site durante um dia inteiro para minerar moedas digitais. No Brasil, o blog de notícias Jornalivre copiou a iniciativa do PirateBay – e também não comunicou quem acessava a página da ação.

No caso da plataforma CatCoins, a ação tem o mérito de, abertamente, propor uma nova forma de buscar recursos para instituições do Terceiro Setor, aliando engajamento e tecnologia. e você quer ajudar, importante saber que como o processamento acontece em paralelo com outros usos, seu computador precisa estar ligado a uma fonte de energia, ou vai esgotar a bateria rapidamente. Durante a produção dessa reportagem, o notebook da jornalista foi usado para minerar as moedas para os gatinhos. No horário eram 32 computadores minerando e frações de centavos sendo arrecadados. Mas em pouco mais de 20 minutos a conta já tinha engordado em quase dois reais.

Para minerar criptomoedas em favor dos felinos, acesse o site www.catcoins.com.br. Para saber mais sobre a ONG, acesse o site www.adoteumgatinho.org.br. Para conhecer mais o Huia, acesse www.huia.com.br.