Tecnologia

Justiça eleitoral fará teste público de segurança com urnas eletrônicas


De olho nas Eleições de 2018, quando serão escolhidos o presidente da República, governadores, senadores e deputados federais, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciou recentemente que fará um Teste Público de Segurança (TPS) com as urnas eletrônicas ainda em novembro

Entre os próximos dias 28 e 30, os inscritos no processo poderão realizar ataques contra o sistema eletrônico de votação. O objetivo da iniciativa da Justiça Eleitoral é encontrar possíveis falhas e vulnerabilidades de segurança.

Segundo o TSE, um total 28 pessoas realizaram a pré-inscrição para o teste, que colocará em xeque a urna eletrônica e seus softwares, além dos sistemas relativos à Transmissão e Recebimento de arquivos da urna.

Os inscritos, que serão avaliados pela Comissão Reguladora do TPS, precisam apresentar um chamado Plano de Teste, com o detalhamento do “ataque” que pretendem simular, devidamente amparado em normas, artigos, publicações e outros trabalhos técnicos e científicos, conforme explica a Justiça Eleitoral.

O Tribunal Superior Eleitoral destaca que o Teste Público de Segurança das urnas eletrônicas será realizado em um espaço preparado exclusivamente para a atividade, com entrada controlada e ambiente monitorado por câmeras.