Negócios

Por que Warren Buffett nunca vai investir em bitcoin

O bilionário Warren Buffett (Foto: Spencer Platt/Getty Images)O bilionário Warren Buffett (Foto: Spencer Platt/Getty Images)

O biolionário Warren Buffett, da Berkshire Hathaway, afirmou que nunca vai comprar bitcoin. Reconhecido por seus investimentos e a fortuna que gerou ao longo de sua vida e carreia, ele se diz pessimista quanto às criptomoedas.

saiba mais

  • CEO do JPMorgan se arrepende de ter chamado bitcoin de "fraude"
  • Blockchain: não sei o que é, mas vai revolucionar
  • Varejo começa a aceitar pagamento em bitcoin

"No que diz respeito às criptomoedas, geralmente, eu digo com quase total certeza que elas terão um final ruim", disse Buffett em entrevista à CNBC nesta quarta-feira (10/01). "Eu entro em enrascadas com as coisas que conheço e sei algo sobre. Por que eu deveria investir em algo que não sei como funciona?"

Em 2014, Warren Buffett já havia se posicionado contra a ideia das criptomoedas. Também à CNBC, ele disse que elas são semelhantes a cheques ou ordens de pagamento, ao passo que são uma forma efetiva de transmissão de dinheiro. "Eu espero que o bitcoin se torne um jeito melhor de fazer isto [transmitir dinheiro]. A ideia de que tem uma alto valor intrínseco nele é apenas uma piada para mim", disse, na época.

O braço direito de Warren Buffett, o vice-presidente do conselho da Berkshire Hathaway, Charles Munger, concordou com a visão pessimista sobre as criptomoedas. "Bitcoin e outras criptomoedas são bolhas", disse ele, também à CNBC. O executivo atribuiu a empolgação dos investidores de moedas digitais ao fato de que "soa vagamente moderno". "Mas eu não estou empolgado", afirmou.

Sucessão de Buffett

Warren Buffett anunciou dois novos vice-presidentes para o conselho da Berkshire Hathaway. Os novos cargos de Gregory Abel e Ajit Jain geraram a perspectiva de que um deles será o sucessor do executivo. Em entrevista à CNBC, o próprio Buffett afirmou se tratar "de um movimento para a sucessão".

Gregory Abel tem 55 anos e será o vice-presidente de negócios não relacionados à área de seguros. A expectativa é de que ele seja reconhecido por Wall Street como a principal aposta para o lugar de Buffett. Atualmente, o executivo é o presidente do conselho e CEO da Berkshire Hathaway Energy Company.

Ajit Jain, por sua vez, foi nomeado ao cargo de vice-presidente de operações de seguros. Ele entrou na Berkshire Hathaway Insurance Group em 1986 e ocupava o posto de vice-presidente executivo da National Indemnity Company.

Por hora, tanto Buffett como Munger seguirão em seus cargos e acompanharão importantes decisões de investimentos a serem feitos pela Berkshire Hathaway.

Quer conferir mais conteúdo da Época NEGÓCIOS?
A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app e também no Globo Mais. Baixe agora!
App Época NEGÓCIOS – app.epocanegocios.globo.com
App Globo Mais – app.globomais.com.br
Disponível para tablets e smartphones