Negócios

Brasil tem desemprego de 12,4% no trimestre até setembro, diz IBGE

Pessoas fazem fila para se candidatar a vagas em agência de empregos em Brasília - desemprego - emprego - vagas - carteira - crise (Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)Pessoas fazem fila para se candidatar a vagas em agência de empregos em Brasília (Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)

A taxa de desemprego no Brasil ficou em 12,4% nos três meses até setembro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua Mensal. Em agosto, o indicador havia ficado em 12,6%.

saiba mais

  • Governo reduz projeção para salário mínimo em 2018

A expectativa do mercado financeiro era que o desemprego ficasse em 12,4%, segundo a mediana de 30 projeções compiladas pela Bloomberg. A previsão mais otimista esperava que a taxa caísse para 12,2%. Já a mais pessimista previa alta para 12,7%.

A taxa de desemprego chegou a 13,7% no trimestre encerrado em março e começou a cair a partir de abril.

De acordo com os dados mais recentes do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, o país criou mais de 34 mil vagas com carteira assinada em setembro. Foi o sexto mês em que o saldo entre admissões e demissões ficou positivo.

Os dados têm reforçado uma visão otimista do mercado financeiro e da equipe econômica em relação ao mercado de trabalho. Na semana passada, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, chegou a garantir que o número de desempregos no país “vai cair todo mês”.