Esportes

Vettel supera Verstappen e conquista a pole no GP do México

Alemão Sebastian Vettel faturou a pole do GP do México, a 50.ª de sua carreira Crédito: Ronald Schemidt / AFP / CP

Muito perto de conquistar o tetracampeonato na Fórmula 1, o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, não teve um bom desempenho neste sábado no treino oficial de classificação e largará da terceira colocação no GP do México, no autódromo Hermanos Rodríguez, na Cidade do México. O alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, o seu concorrente direto na luta pelo título, faturou a pole, a 50.ª de sua carreira e a quarta na temporada de 2017, ao superar na última volta válida o holandês Max Verstappen, da Red Bull, e segue sonhando com uma reviravolta no Mundial de Pilotos.

Com o tempo de 1min16s488 – recorde da pista mexicana -, Sebastian Vettel ficou pouco menos de um décimo de segundo na frente de Max Verstappen, que cravou 1min16s574 e liderou o Q3, a terceira e decisiva parte do treino oficial de classificação, desde o começo até os segundos finais, quando foi ultrapassado pelo alemão da Ferrari. Lewis Hamilton, com problemas no aquecimento dos pneus, fez a marca de 1min16s934.

"Foi uma grande volta. É bem difícil acertar tudo em uma volta. Nós veremos o que acontece. O ritmo de corrida deve ser bom", afirmou Sebastian Vettel na entrevista dada ainda na reta de chegada do autódromo mexicano. "Dei o máximo que pude, mas mesmo assim não fui capaz de equiparar esses caras hoje (sábado)", disse Lewis Hamilton, um pouco frustrado com seu desempenho.

Na sequência da tomada de tempos aparece o finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, com 1min16s958. Já na casa dos 1min17s completam o Top 10, nesta ordem, o finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari), o francês Esteban Ocon (Force India), o australiano Daniel Ricciardo (Red Bull), o alemão Nico Hulkenberg (Renault), o espanhol Carlos Sainz Jr. (Renault) e o mexicano Sergio Pérez (Force India).

Mais uma vez sem passar do Q2 para o Q3, o brasileiro Felipe Massa conquistou apenas a 11.ª colocação com a sua Williams. Em uma estratégia para poupar os seus carros, já que os dois pilotos têm punições a cumprir, a McLaren não entrou na pista na segunda parte do treino oficial de classificação. Assim, o espanhol Fernando Alonso conseguiu o 14.º melhor tempo e o belga Stoffel Vandoorme, o 15.º, mas eles sairão mesmo da última fila.

Uma polêmica no Q3 envolveu mais uma vez Max Verstappen, que teve problemas com comissários no GP dos Estados Unidos, em Austin, na semana passada. No início de sua primeira volta rápida, Valtteri Bottas foi atrapalhado pelo holandês e teve de abortar a tentativa.

Confira o grid de largada do GP do México:

1º – Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) – 1min16s488

2º – Max Verstappen (HOL/Red Bull) – 1min16s574

3º – Lewis Hamilton (ING/Mercedes) – 1min16s934

4º – Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) – 1min16s958

5º – Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) – 1min17s238

6º – Esteban Ocon (FRA/Force India) – 1min17s437

7º – Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull) – 1min17s447

8º – Nico Hülkenberg (ALE/Renault) – 1min17s466

9º – Carlos Sainz (ESP/Renault) – 1min17s794

10º – Sergio Pérez (MEX/Force India) – 1min17s807

11º – Felipe Massa (BRA/Williams) – 1min18s099

12º – Lance Stroll (CAN/Williams) – 1min19s159

13º – Brendon Hartley (NZL/Toro Rosso) – sem tempo

14º – Marcus Ericsson (SUE/Sauber) – 1min19s176

15º – Pascal Wehrlein (ALE/Sauber) – 1min19s333

16º – Kevin Magnussen (DIN/Haas) – 1min19s443

17º – Romain Grosjean (FRA/Haas) – 1min19s473

18º – Pierre Gasly (FRA/Toro Rosso) – sem tempo

19º – Fernando Alonso (ESP/McLaren) – sem tempo*

20º – Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren) – sem tempo** * punido com a perda de 20 posições ** punido com a perda de 35 posições