Esportes

Vasco faz clássico decisivo em reencontro do técnico Zé Ricardo com o Flamengo

Flamengo e Vasco fazem um duelo decisivo neste sábado, às 19 horas, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 31.ª rodada do Campeonato Brasileiro, em busca de uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores. Em sétimo com 46 pontos, o clube rubro-negro ganharia a última vaga se o torneio terminasse hoje. Mas pode perder a posição justamente para o rival, o oitavo com 43 e o mesmo número de vitórias (12). Um triunfo, assim, levaria o time do técnico Zé Ricardo a ganhar a sétima colocação da equipe rubro-negra.

A briga direta por uma vaga na Libertadores, contudo, é apenas um dos componentes do clássico. As atenções também estarão voltadas para Zé Ricardo, comandante vascaíno que vai enfrentar o ex-time pela primeira vez.

Então treinador do time sub-20, Zé Ricardo assumiu a equipe principal do Flamengo em maio de 2016 no lugar de Muricy Ramalho. Fez uma boa campanha e colocou o clube na briga pelo título do Brasileirão, quando caiu de rendimento na reta final e viu o Palmeiras ser campeão. Muito contestado por dirigentes e torcedores, contudo, ele acabou sendo demitido em agosto deste ano. E, no mesmo mês, foi anunciado pelo Vasco.

O técnico, contudo, desconversa quando questionado sobre as vantagens que teria por conhecer detalhadamente o Flamengo. "A vantagem é igual para os dois lados. Eu conheço o individual de cada atleta, e eles conhecem como a gente trabalha. Dá um empate. Todo mundo sabe da gratidão que tenho pelo Flamengo, mas, em respeito ao Vasco, vamos fazer de tudo para tentar vencer a partida", apontou Zé Ricardo.

"É diferente por ser clássico, mas os grandes protagonistas são os atletas, não é o Zé. Os atletas têm importância maior e, depois deles, a torcida. Por ser a primeira vez, talvez seja diferente, mas espero enfrentar o Flamengo muitas vezes na carreira", acrescentou.

Sucessor de Zé Ricardo no Flamengo, o técnico colombiano Reinaldo Rueda reforça o discurso do comandante do Vasco: o reencontro não traz vantagem para nenhuma das partes. "São situações que acontecem. Desta vez tem a ênfase do tempo em que o professor Zé Ricardo passou no Flamengo. Mas aqui também são 25, 30 jogadores que o conhecem. É bilateral o conhecimento do que pensa, do que quer, do que gosta", garantiu. "Creio que é nas duas direções".

Para o decisivo duelo, o Vasco tem os desfalques do meia Wagner, que se recupera de contusão, e do zagueiro Breno, expulso no empate com o Coritiba. Paulão atuará em seu lugar e formará a zaga com Anderson Martins.

No Flamengo, por sua vez, Lucas Paquetá deve seguir como substituto do atacante peruano Guerrero, enquanto que Rhodolfo atua no lugar de Réver – Rafael Vaz também pode jogar se Juan for mesmo poupado. Já Márcio Araújo fica com o posto do suspenso Cuéllar.