Esportes

Técnico do Lanús vê time na briga pelo título

Almirón evitou entrar em polêmica sobre a arbitragem Crédito: Ricardo Giusti

O técnico do Lanús, Miguel Almirón, elogiou a postura do seu time para aguentar a pressão num “estádio impressionante” como a Arena lotada de gremistas. “Foi um bom trabalho da equipe, num estádio tão imponente e contra um time tão bom”, definiu após a derrota por 1 a 0 para o Grêmio nesta quarta-feira.

“Não foi mau resultado, a intenção era jogar, mas um rival desse nível dificulta as coisas. Um empate seria justo”, avaliou o treinador. Ele exaltou a atuação no primeiro tempo, que, para ele, poderia trazer uma vitória: “A equipe veio propor o jogo. O time mostrou grande personalidade e tivemos chances para fazer gols”.

O treinador argentino projetou uma final duríssima na partida de volta, em solo argentino. “A equipe adversária sabe da nossa força em casa, mas está aberta a série, um gol empata tudo”, disse. “O Grêmio fez muitos gols como visitante e respeitamos sua categoria. Mas em nossa casa, com nosso público, será diferente a partida”, projetou.

Sobre a arbitragem, Almirón fez uma análise boa e evitou entrar na polêmica dos pênaltis. Ele reclamou, contudo, do cartão dado a seu atleta. “A jogada de amarelo para o Bragheri já tinha passado”, apontou. Com a advertência, o zagueiro está fora da grande decisão, assim como o gremista Kannemann.