Brasil Economia

Trump está aberto a reformar política de bicombustíveis, dizem senadores após reunião

WASHINGTON (Reuters) – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está aberto a alterar a política de biocombustíveis do país caso isso possa ser feito de modo que proteja empregos tanto no setor de refino quanto agrícola, disseram senadores após uma reunião com Trump sobre o tema nesta quinta-feira.

Nove legisladores haviam solicitado a reunião com Trump para argumentar que o Renewable Fuel Standard (RFS, na sigla em inglês), uma lei que exige que refinarias misturem volumes crescentes de biocombustíveis, principalmente etanol à base de milho, na oferta de combustíveis do país todos os anos, estava ameaçando falir refinarias em seus distritos.

O governo Trump decidiu a favor do setor do milho e contra a indústria de refino em uma série de decisões neste ano, com senadores em ambos os lados usando procedimentos parlamentares como deferimentos administrativos para punir seus rivais.

O senador republicano Bill Cassidy, do Louisiana, disse a repórteres após a reunião que a atitude de Trump era de "fazer acontecer."

"Consiga que os dois lados tenham ganhos, para que nós possamos dizer aos produtores; 'olha, estamos com vocês'. Mas às pessoas empregadas em refinarias: 'você não vai perder seu emprego'", disse Cassidy sobre os comentários de Trump.

Uma autoridade da Casa Branca não estava imediatamente disponível para responder a um pedido de comentário sobre a reunião.

(Por Susan Cornwell; reportagem adicional de Jarrett Renshaw e Steve Holland)