Brasil

Grandes petroleiras aguardam leilão da ANP para áreas de pré-sal

A AGU recorreu da liminar que suspendeu o leilão A AGU recorreu da liminar que suspendeu o leilão REUTERS/Sergio Moraes

Apesar de a Justiça Federal do Amazonas ter suspenso os dois leilões de pré-sal marcados para esta sexta-feira (27), a 2ª e a 3ª Rodadas de Partilha da Produção, executivos das grandes petroleiras estão no hotel Grand Hyatt, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, à espera do início da concorrência, que estava marcada para começar às 9h.

A AGU (Advocacia Geral da União) recorreu contra a liminar e a expectativa entre os presentes é que a licitação transcorra sem problemas.

Ao todo, 16 petroleiras estão inscritas para participar das duas fases do leilão. Na 2ª Rodada, a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) fará oferta de quatro áreas cujos reservatórios de petróleo estão ligados a outras reservas já concedidas.

A sequência será Tartaruga Verde, na Bacia de Campos, Gato do Mato, Sapinhoá e Carcará, na Bacia de Santos.

Na 3ª Rodada também serão ofertadas quatro áreas – Pau Brasil, Peroba, Alto de Cabo Frio Oeste, na Bacia de Santos, e Alto de Cabo Frio Central, na Bacia de Campos.