Brasil Economia

Confiança da zona do euro atinge nível mais alto desde 2001

BRUXELAS (Reuters) – A confiança econômica da zona do euro cresceu mais do que o esperado em outubro e atingiu o nível mais alto desde o início de 2001, depois do estouro da bolha da internet, mostraram dados da Comissão Europeia nesta segunda-feira.

A máxima de quase 17 anos confirma a sólida recuperação econômica do bloco após uma crise econômica e financeira de uma década.

A pesquisa mensal da Comissão Europeia mostrou que a confiança da zona do euro subiu para 114,0 em outubro, ante uma alta revisada para cima de 113,1 em setembro. Economistas entrevistados pela Reuters esperavam uma alta mais modesta para 113,4.

Foi a leitura mais alta desde janeiro de 2001, quando o estouro da bolha da internet começou a atingir a confiança na zona do euro. O índice alcançou 119,0 pontos, a máxima histórica, em maio de 2000.

O índice geral de clima de negócios da Comissão, um indicador separado que aponta para a fase do ciclo econômico, subiu para 1,44 em outubro de 1,34 em setembro –sua maior leitura desde março de 2011, quando registrou 1,47.

O otimismo cresceu em todos os setores econômicos pesquisados, saltando para 16,2 pontos, ante os 15,4 em setembro no setor de serviços, o maior setor da zona do euro.

A confiança na indústria cresceu para 7,9, contra 6,7, e o setor varejista atingiu 5,5, contra 3,0 antes.

Os consumidores compartilharam a melhora do otimismo, que foi a -1,0, ante -1,2 em setembro, atingindo o melhor nível em 16 anos, segundo dados divulgados nesta segunda-feira, confirmando estimativa preliminar publicada na semana passada.

(Por Francesco Guarascio)