Saúde

Neymar começa recuperação 24h após cirurgia, dizem médicos

Neymar passou por cirurgia bem-sucedida em BH Neymar passou por cirurgia bem-sucedida em BH Paulo Whitaker/Reuters – 03.03.2018

O atacante Neymar, que passou por cirurgia na manhã deste sábado (3), no Hospital Mater Dei, em Belo Horizonte (MG), devido à fratura no quinto metatarso, osso que liga a lateral do pé ao dedo mínimo, já deverá começar exercícios 24 horas após a operação, segundo especialistas.

“Provavelmente, o que vai acontecer agora são duas semanas para cicatrização de tecidos moles, como pele e o tecido subcutâneo, que fica embaixo do local onde foi feita a cirurgia. Enquanto isso, ele pode fazer musculação dos membros superiores, abdome, glúteo, adutor, quadríceps e posterior da coxa para não perder massa muscular”, explica o ortopedista Maurício Póvoa, do Hospital Moriah, em São Paulo.

O ortopedista Arnaldo Hernandez, do núcleo de Medicina do Exercício e do Esporte do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, afirma que, a partir de segunda-feira, é recomendada a leve movimentação do pé operado “para não ficar rígido”.

Veja também
  • Neymar é operado com sucesso em Belo Horizonte
  • Neymar será reavaliado por médicos após seis semanas de recuperação
  • COSME RÍMOLI: Operação de Neymar, um sucesso. PSG constrange médico da Seleção
  • Fãs de Neymar aguardam o ídolo com festa em frente ao hospital

Neymar de pés para cima

Neymar só deve ficar com “os pés para cima” na hora do repouso. “É indicado para não inchar”, ressalta. Segundo Hernandez, a reabilitação já tem início no momento em que o atleta sai do hospital. “A reabilitação é imediata”, completa.

Póvoa acrescenta que o paciente já pode se movimentar com bota imobilizadora [robot foot] e muletas, mesmo no hospital. “É permitido apoiar apenas o calcanhar no chão, desde que não exerça pressão na parte operada”.

Nas primeiras 24 horas, o foco é aguardar o fim completo do efeito da anestesia e administrar o controle da dor e da inflamação por meio de anti-inflamatórios e analgésicos. Também é utilizado antibiótico profilático apenas por 24 horas, segundo Póvoa.

Enxerto ósseo

O médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar, que comandou a cirurgia, revelou que Neymar recebeu um enxerto ósseo, com o objetivo de acelerar o processo de recuperação. Enxerto ósseo consiste em retirar uma pequena parte do osso de outra região do corpo para ser colocada no local da fratura a fim de estimular a cicatrização, conforme explicação do médico do Hospital Sírio Libanês.

O camisa 10 da seleção brasileira deverá receber alta hospitalar neste domingo (4). "A cirurgia durou cerca de 1 hora e 15 minutos, com sucesso e sem qualquer intercorrência. Ele está no quarto, com previsão de alta na manhã deste domingo (4). Ele colocou um parafuso no quinto metatarso do pé direito, com enxerto ósseo para acelerar a consolidação", afirmou o médico da seleção brasileira.

Médicos Gerard Saillant, do PSG, e Rodrigo Lasmar, da CBF, após a cirurgia Médicos Gerard Saillant, do PSG, e Rodrigo Lasmar, da CBF, após a cirurgia Paulo Whitaker/Reuters – 03.03.2018

Tornozelo de Neymar

Após a alta hospitalar, o tratamento pós-cirúrgico padrão para esse tipo de operação é manter o anti-inflamatório de três a cinco dias e o analgésico apenas se sentir dor.

Após 15 dias, período estimado para a cicatrização da cirurgia, deve se iniciar o fortalecimento do tornozelo, com exercícios leves com elástico, de acordo com Póvoa.

“Já é possível iniciar tratamento adicional para contribuir na recuperação do osso que são a estimulação por ultrassom, que, ao gerar estímulo mecânico, aumenta a massa óssea, e a estimulação eletromagnética, que traz íons de cálcio para o local”, diz.

O tempo estimado para a dispensa da bota imobilizadora e das muletas é de seis a oito semanas e a previsão de volta do jogador aos campos é em torno de três meses, véspera da Copa 2018.

Veja a reportagem sobre Neymar no Esporte Fantástico: